Alteração das regras dos apoios para a manutenção de trabalho

Por Inês da Silva  Costa

Foi publicado no dia de hoje, em Diário da República, o Decreto-Lei n.º 98/2020, de 18 de novembro, que procede à alteração excecional e temporária das regras de sequencialidade dos apoios à manutenção dos postos de trabalho.

O diploma pretende adequar as medidas de apoio à atividade económica às necessidades reais dos empregadores em maior dificuldade e, nesse sentido, estabelece regras excecionais e temporárias para permitir a sequencialidade das medidas.

De acordo com o diploma, os empregadores que tenham requerido, até 31 de outubro de 2020, o incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial, previsto no Decreto-Lei n.º 27-B/2020, de 19 de junho, podem, excecionalmente, até 31 de dezembro de 2020, desistir desse apoio e aceder ao apoio à retoma progressiva previsto no Decreto-Lei n.º 46-A/2020, de 30 de julho, na sua redação atual, sem necessidade de devolução dos montantes já recebidos.

Em condições normais, o empregador que tenha recorrido à aplicação de medidas de redução ou suspensão, previstas no artigo 298.º e seguintes do Código do Trabalho, é impedido de recorrer à aplicação de novas medidas de redução ou suspensão enquanto não tiver decorrido um período de tempo equivalente a metade do período anteriormente utilizado, de acordo com o disposto no artigo 298.º-A do Código do Trabalho. O diploma hoje publicado veio esclarecer que esse impedimento temporal não se aplica ao empregador que tenha recorrido às medidas de redução ou suspensão e que pretenda aceder ao apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade, previsto no Decreto-Lei n.º 46-A/2020, de 30 de julho. Assim, o empregador pode recorrer ao apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade independentemente do período de tempo que tiver decorrido da aplicação de medidas de redução ou suspensão.

Gostou deste artigo?

Share ✔

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O que é o Certificado Digital COVID da União Europeia?

O Certificado Digital COVID da UE consiste num certificado que tem como objetivo facilitar a livre circulação na União Europeia. O certificado demonstrará que o titular foi vacinado contra a COVID-19, obteve um resultado negativo no teste ou recuperou da Covid-19 nos últimos 6 meses

Read More »

O reforço das garantias no domínio digital: a Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital

Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital, publicada em 17 de maio de 2021, enuncia um elenco de direitos, liberdades e garantias que visam reforçar as garantias dos cidadãos no domínio digital, designadamente perante situações de utilização abusiva e não autorizada de dados pessoais, a proliferação de desinformação, a violação da segurança e sigilo das comunicações, bem como a desigualdade de acesso à Internet

Read More »

Tributação de Rendimentos Ilícitos

Nos últimos tempos tem-se discutido bastante acerca da possibilidade ou não da tributação de rendimentos ou atos de origem ilícita.

Será ou não legal proceder-se à tributação dos rendimentos ou atos de proveniência ilícita?

Read More »

Cultura: temos novas medidas de apoio para o setor?

O designado Programa “Garantir Cultura”, definido e previsto especificamente para o tecido empresarial, visa mitigar os impactos negativos sobre a atividade das empresas deste setor, prevendo estímulos à sua atividade, mediante a comparticipação de projetos que visem a realização de projetos de criação ou programação cultural, nas quais poderão incluir-se apresentações em formatos físicos ou digitais.

Read More »

Deixe um comentário